5 dicas para prevenir atrasos no embarque e desembarque

Todos nós reclamamos de gargalos e de problemas em estradas e portos, mas atrasos muitas vezes ocorrem por conta das rotinas de carga e descarga.

A logística no Brasil é um tema delicado – estradas de terra e esburacadas, portos superlotados e carentes de expansões, malha ferroviária escassa, pouco abrangente e aeroportos ineficientes. Contudo, o problema relacionado a atrasos e desperdícios muitas vezes não tem nada a ver com essa infraestrutura deficitária, e sim com os processos de embarque e desembarque de mercadorias.

São muitos os motivos que levam à perda de tempo na hora de embarcar um produto ou descarregar um caminhão ou contêiner – falta de treinamento, equipamento inadequado, ausência de pessoal, etiquetagem inexistente e por aí vai. A Via Brasil Transaéreo trouxe, então, algumas dicas para você ganhar preciosos minutos nos pontos de carga e descarga.

Treinamento – rotinas de embarque e desembarque, estiva e manuseio são repetitivas e, quando padronizadas, tendem a dobrar ou triplicar sua eficiência com relativa facilidade. Entretanto, não é possível exigir padronização de um pessoal que não foi treinado para seguir tais procedimentos.

Criar padrões de trabalho nas áreas de carga e descarga é algo excelente a se fazer, mas você tem de assegurar que os profissionais envolvidos nessa etapa estejam completamente cientes de suas funções e de como proceder.

Cronometragem – tente cronometrar tempos e movimentos em cada etapa padronizada nos processos de embarque e desembarque. Além de facilitar o controle em softwares de TMS, esse tipo de procedimento poderá levantar problemas e falhas existentes nos atuais processos desenvolvidos por sua empresa.

A cronometragem também fornece uma ideia clara a respeito dos índices de produtividade de cada um dos colaboradores e seu comparativo com as médias de mercado.

Etiquetas no lugar – sempre coloque etiquetas e tags em lugares padronizados, de modo que seu pessoal não tenha que perder tempo procurando. Todas as etiquetas devem seguir as mesmas normas e conter as mesmas informações, de modo a evitar problemas com mercadorias perdidas ou erroneamente embarcadas e desembarcadas.

Equipamento em dia – máquinas e equipamentos obsoletos ou em mau funcionamento certamente irão prejudicar o desempenho de sua etapa de despacho e recebimento, e tornar tarefas que seriam realizadas em segundos, verdadeiras epopéias.

Sempre realize manutenções em seus equipamentos e tenha a certeza de que cada processo está utilizando o maquinário adequado.

Ouça sua equipe – ninguém melhor para relatar problemas e processos inadequados do que os próprios funcionários que são responsáveis por eles. Ouça seu pessoal, atenda a reclamações a respeito de falhas e equipamento inadequado e acate sugestões que possam agilizar ainda mais o processo em si.

Pequenas ideias criaram padrões que até hoje são utilizados em toda indústria e nunca se sabe quando um de seus colaboradores poderá ser o próximo grande inventor ou criador de um processo mais eficiente e ágil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *